quinta-feira, 19 de março de 2009

Poema "Quando eu partir"


Quando eu partir


Quando eu partir,
não quero ouvir chorar,
não quero ver luto,
pois terá acabado o meu sofrimento,
e quando as portas do céu se abrirem,
entrarei ouvindo as trompetas dos anjos.




Quando eu partir,
não quero ver tristeza,
não quero ir para terra,
prefiro ser transformado em cinza,
ser entregue no mais belo mar,
e voltarei a ver minha mãe Iemanjá.




Quando eu partir,
não quero ver saudade,
não quero ver solidão,
pois na simples distancia de um pensamento,
estarei sempre com quem amo,
e dentro do coração de quem gosta de mim.




Almada, 15 de Março de 2009 © Paulo lourenço “Ramiro de kali”

2 comentários:

Mirian Oliveira disse...

lindo, e profundo, mais a calma o espirito, muito obrigado vc é especial,dom todo mundo tem , mais vc tem as duas coisas,dom e muito amor incodicional mais uma vez obrigado.

Paulo Lourenço "Ramiro de Kali" disse...

Obrigado por suas palavras Mirian. Obrigado por ter gostado de meu poema.